football shirts Maillot Galaxy Domicile Manche Longue 2016 vendre Maillot Angleterre Femme Exterieur 2017 2018 usine Thailande Maillot Sporting Gijon Exterieur 2016/17

Investir na produção de PAM? Pistas para uma decisão

Posted In: Fórum EPAM
  • Clara Lourenco on: 31 de Março de 2015 às 18:04 #3508

    São muitas as pessoas que nos escrevem dizendo que talvez tenham interesse em investir neste sector, mas não sabem por onde começar.
    Eu proponho que se siga este conjunto de passos.
    O primeiro é tomar consciência de que se trata de uma actividade agrícola. Está disposto/a a fazer agricultura? É comum uma certa ideia, absolutamente romântica, de que as plantas requerem pouca atenção e de que se pode acompanhar a sua produção à distância. É uma ideia falsa!
    Em segundo, informe-se o melhor possível. Leia o que houver disponível sobre o assunto. No site epam encontrará alguma documentação útil. O Guia de Produção de PAM, brevemente disponível na íntegra, permite-lhe elaborar uma check-list dos assuntos em que deverá pensar, no desenho do seu projecto.
    Depois, visite uma exploração já em funcionamento. Muitos dos produtores disponibilizam um serviço de visitas técnicas que lhe permitirá recolher muita informação de absoluto interesse para o seu próprio projecto. Tratando-se de um serviço pago, na maior parte dos casos, eu diria que se trata de um investimento da maior relevância.
    Finalmente, faça formação. Há uma oferta crescente de cursos, com grande diversidade de temas, que lhe possibilitarão aprofundar o conhecimento e, nalguns casos, experimentar a fazer, sobre a produção de PAM e o seu processamento.
    E, no final, ao construir o seu projecto, mesmo que o faça com o apoio de entidades especializadas, faça-o à sua medida, ajustando-o aos aspectos particulares dos recursos de que dispõe e a si. Se tudo correr bem, pode estar a construir um projecto para muitos anos. Que sejam bem passados, para além de bem sucedidos!
    Alguém quer acrescentar alguma coisa?

    • Este tópico foi modificado Há 2 anos, 9 meses por  Clara Lourenco.
    sofia esteves on: 16 de Julho de 2015 às 17:53 #3821

    boa tarde, sou uma dessas pessoas que está a pensar seriamente em investir em PAM, sou transmontana, tenho consciência do trabalho que é a agricultura e da necessidade de empenho diário que as plantas precisam! espero ir com esta minha ideia em frente, para já ainda estou na fase de recolha de informação

    CarlosRodrigues on: 25 de Setembro de 2015 às 20:45 #3971

    Boa tarde

    Concordo em tudo o que a Dona Clara Lourenco partilhou.

    Vou tentar deixar aqui a minha opinião e experiência sucintamente.

    Boas pistas para investir em PAM:
    – Ter o terreno (Mínimo 2ha se trata de apenas produção e quiser manter 1 posto de trabalho, 3,5ha minimo para 2 postos de trabalho)
    – Ter água e electricidade
    – Estar habilitado a candidatar-se ao PDR2020
    – Ter cerca de 20-30% do investimento total do projecto
    – Ter escoamento garantido
    – Ter conhecimento da área e do sector
    – E ter uma enorme força de vontade e paciência
    Se tem estes 6 parâmetros avance sem medos.

    Más pistas para investir em PAM:
    – Não ter terreno (Quando não tem terreno, tem que alugar e isto representa uma fatia do seu possível lucro ou até mesmo ordenado)
    – Não tem água nem electricidade (Mais dois grandes investimentos que tem que fazer no seu terreno, se o tiver, ou no terreno do seu senhorio, e está disposto a investir dessa forma num terreno que não o seu?)
    – Não está habilitado a candidatar-se ao PDR2020 (Isto não impede de o fazer prosseguir, mas tem que ter ciente dos gastos, sendo que desta forma terá de ter 100% do capital (capital próprio ou empréstimo) para investir + gastos de manutenção da actividade, em vez dos 20-30% no caso se fizesse um projecto pelo PDR2020.)
    – Não tem escoamento garantido ( De que vale produzir 10tn se só consigo vender 1tn? Fale antes de avançar com qualquer possível parceria e já existem algumas no sector das PAM, ou crie uma marca própria de qualquer produto inovador, chás, condimentos ou óleos já existem.)
    – Não tem conhecimento da área ou do sector (Isto leva a que cometa erros, e erros na agricultura custam dinheiro, tire formações, leia muitos livros e visite pelo menos 3 a 5 explorações de PAM e ajuste o seu projecto a si, com os recursos que tem).
    – Não tem vontade nem paciência (Esqueça, mude de ideia.)

    As PAM dão dinheiro? sim dão, mas não é uma mina de ouro, lembre-se que existe a possibilidade de no 1ºano e 2ºano não receber ordenado ou receber pouco, ou se tudo tiver sido planeado ao pormenor consoante os recursos que dispunha as coisas correm bem.

    Cumprimentos
    Carlos Rodrigues

    Pedro M Pinto on: 20 de Outubro de 2015 às 21:30 #4033

    Boa Noite , estou a pensar seriamente em me candidatar a uma PAM , tenho efectuado muita pesquisa na area e tambem tenho a ajuda de um produtor , mas ja reparei que é necssario ter 2Ha e so possuo 1 Ha , é possivel mesmo assim candidatar-me ???

    Paula Pinheiro Rocha on: 27 de Outubro de 2015 às 12:20 #4055

    Bom dia Pedro,

    Estou a iníciar um projeto de PAM apenas com 1 ha. Se precisar de alguma apoio, estou disponível para partilhar as minhas orientações.

    CarlosRodrigues on: 31 de Outubro de 2015 às 19:50 #4056

    Boa tarde Pedro M Pinto

    Nada o impede de avançar com 1 ha, quando eu digo mínimo 2ha para avançar é quando se trata de apenas produção. Com 1ha você tem que arranjar maneira de valorizar mais o seu produto, seja através de uma marca associada vendendo outros produtos derivados do seu core business, com a instalação de outras espécies nas bordas do seu terreno e em áreas não utilizadas para produção ou um viveiro de plantas que possa vender a outros produtores.

    Explico-lhe melhor através de números:
    1 ha factura sensivelmente no 1º ano pouco mais de 2800€ e 11.200€ no 2ºano e restantes, isto claro dependendo da espécie que vai produzir, mas estou a fazer por um valor geral que normalmente é pago aos produtores.
    Tirando o seu ordenado e o custo de produção da sua própria matéria prima, o dinheiro que lhe sobra deverá ser pouco ou nenhum. Se o terreno for alugado boa parte da fatia desta facturação desaparece.

    Mas se acha que tem a garra e confia plenamente no projecto que está a criar avance sem medos, deixo-lhe apenas uns conselhos.

    1º Aposte em culturas muito valorizadas e que são bem pagas, por exemplo Lúcia-Lima e Erva-Príncipe. O problema é que o mercado está sempre a mudar e umas que podem ser valorizadas agora, podem não o ser no futuro.
    2º Instale na sua exploração espécies que possam ser utilizadas em áreas que não estão a ser utilizadas para produção, dou-lhe o exemplo do Louro ou Arruda, ideais para ir buscar mais dinheiro e funcionam como barreiras contra o vento e como estruturas ecológicas para auxiliares.
    3º Crie um produto com a sua própria marca – isto vai-lhe valorizar o produto que tem, e é mais um canal de vendas que tem.
    4º Viveiro de plantas para vender a outros produtores, e para produzir as suas próprias plantas adaptadas à sua região para substituir as plantas que morrem ao longo do tempo.
    5º Se tiver disponibilidade e conhecimento, dar formações na sua própria exploração a outros potenciais produtores também pode ser uma maneira de entrar mais dinheiro.
    6º Não faça um projecto com investimentos exorbitantes, porque para 1 ha os investimentos que fizer têm que ser ponderados e passiveis de ser recuperados. Faça um projecto funcional com o menos dinheiro possível, mas não se esqueça que para o PDR2020 com projecto Jovem Agricultor, o investimento mínimo que tem de fazer é de 55.000€

    Espero ter ajudado

    Cumprimentos
    Carlos Rodrigues

    flaviampms on: 17 de Novembro de 2015 às 15:04 #4203

    Olá boa tarde.
    Gostaria de criar o meu próprio emprego nesta área. mas tenho algum receio que não corra bem. Embora seja filha de agricultores, nunca trabalhei na área. O que me aconselham?
    Muito obrigada
    Flávia Silva

    Maria Joao Sacadura on: 13 de Dezembro de 2015 às 22:44 #4263

    Boa noite:
    Estou a fazer um projecto para o PDR 2020 em MPB, que terá pomar, bagas, horticolas, PAM, ovos, mel e produtos transformados a partir desta panóplia de coisas. Estou a tentar fazer o orçamento, mas não encontro produtividades para PAM como: lucia lima, erva principe, alecrim, alfazema, erva caril, arruda, Aloe vera, menta, artemisia etc. Estas são as que melhor conheço e também bastante adequadas aos terrenos onde vivo (franco arenosos, bastante ferteis no Vale do Tejo). Alguém me pode dar umas noções sobre as produtividades médias destas plantas e ao fim de quanto tempo começam a produzir e pleno?
    Obrigada e cumprimentos
    Maria João

    benjamimpitacho on: 3 de Fevereiro de 2016 às 23:19 #4329

    Boa tarde!
    Estou a iniciar um projeto de hidroponia e o cultivo de plantas aromáticas é uma forte hipótese. No entanto para perceber a rentabilidade da produção, não consigo obter informação sobre valores de venda no produtor ou organizações/cooperativas a quem vender a produção a fim de perceber valores e rentabilidades…

    Será que alguém me pode dar algum apoio e orientação neste tema?

    Obrigado,
    Benjamim

    CarlosRodrigues on: 12 de Fevereiro de 2016 às 14:54 #4340

    Boa tarde a todos

    Maria Joao Sacadura, por motivos profissionais não lhe posso revelar as produtividades de que tenho conhecimento das explorações com quem trabalho, mas de forma a ajudar listo em baixo alguma bibliografia, pois custa-me imenso não ajudar os potenciais futuros empreendedores deste sector.

    – “Plantas Medicinales y Aromáticas” de Munoz (1986) um livro muito interessante e que fala da produtividade de quatro mãos cheias de espécies. Sem dúvida uma base de dados compilada que serviu como fonte de muitos ensaios experimentais deste sector no estrangeiro.

    – “Manual de Culturas Hortícolas” Vol I livro verde de Domingos de Almeida (2006), as informações presentes neste livro foram todas adaptadas do livro de (Munoz 1986) referido em cima.

    -No google se pesquisar drapn e Ervital conjuntamente no motor de busca, terá ao seu dispor dois artigos com as produtividades desta empresa. Felizmente, ao contrário de outros produtores, a Ervital facultou a informação, e este é um exemplo do que a agricultura portuguesa deveria ser, mas passar a barreira do lema “concorrente é meu inimigo e não um parceiro” levará ainda muitos anos.

    benjamimpitacho, relativamente ao seu caso em termos de preços ou a quem vender, maioritariamente o produto é escoado através de grupos de produtores já existentes a nível nacional, pois são eles que têm a capacidade logística para isso. Sem podendo enunciar os nomes ou onde estão instalados, existem dois grandes grupos de produtores que se encontram à procura de mais produtores para se juntarem a eles para conseguir corresponder às encomendas de países estrangeiros.
    Relativamente ao seu sistema produtivo, aconselho-o a experimentar primeiro em poucos perfis, pois não existe informação das quantidades produzidas segundo esse sistema. Outra questão é saber se consegue certificar o seu produto em MPB, pois neste momento quem lhe compra o produto quer biológico e a hidroponia é proibida segundo esta certificação. Para isso terá que contactar as entidades certificadoras para você ver como poderá tornar o seu produto biológico com esse sistema, que segundo sei, passa por contornar a lei, não dizendo que é um sistema de hidroponia, mas sim por exemplo “sistema de retorno de fluxo de água” e ter o sistema assente com as bases da Bioponia um sistema muito utilizado em França, com isto terá que ter obrigatoriamente um bio-filtro e um tanque de organismos biológicos para os componentes minerais que vão fertilizar a sua cultura. Existe uma empresa portuguesa que faz isto, mas que vende a planta inteira em vasos, pelo que se você avançar será o primeiro a saber as produtividades desse sistema para comercialização em seco se quiser vender pelos grupos de produtores que lhe falei em cima, em fresco terá de ser com outros e terá que ter logística para ter o produto sempre fresco e pronto a chegar ao local de venda. Os preços, veja no google as palavras chave que apresentei em cima no ponto 3 e nesses artigos estão lá alguns preços para poder ter como base.

    Peço desculpa não puder ser mais claro do que escrevi mas tentei ajudar consoante o meu código deontológico da profissão que pratico, e este forum é público.

    Espero ter ajudado

    Cumprimentos
    Carlos Rodrigues

A visualizar 10 artigos - de 1 a 10 (de um total de 10)

Tem de iniciar sessão para responder a este tópico.

pharrell x adidas nmd human race green pharrell x adidas nmd human race fall 2016 colorways more images pharrell x adidas nmd human race fall 2016 colorways pharrell x adidas nmd human race?page=1&s=Nmd&size[0]=7 pharrell x adidas nmd human race adidas nmd human race light blue pharrell adidas human race white blue usa retailer list pharrell adidas nmd human race pharrells adidas nmd human race lands weekend adidas nmd winter wool collection more images adidas nmd human race pharrell williams green white adidas wmns nmd r1 core black shock pink adidas nmd r2 core black red adidas nmd r2 core black red adidas eqt support adv june 3rd release date overkill x adidas eqt support future adidas eqt support adv june 3rd release date eqt adidas eqt support ultra boost turbo red adidas eqt support adv pk turbo red